12 meses, 12 dicas: o que visitar em Portugal em 2022

O ano novo começou e muita gente já está querendo saber o que visitar em Portugal em 2022. E dá para entender.

Depois de dois anos de altos e baixos (mais baixos do que altos), a OMS considera possível o fim da pandemia em 2022.

Por isso, aproveitar um dia de folga para um passeio ou planejar uma viagem não está mais tão distante quanto antes – desde que, claro, você esteja vacinado e obedeça às regras de controle estabelecidas.

No último Cusquices da Malta de 2021, resolvi dar 12 dicas de programas para fazer em Portugal, uma para cada mês do ano novo. Para ouvir o episódio, basta clicar aqui.

Porém, se prefere algo mais visual, segue no texto porque vai ter fotos e links bem bacanas.

O que visitar em Portugal já em janeiro

Para que perder tempo, né? A primeira dica é visitar a exposição Photo Ark, que acontece até 12 de janeiro no Centro Comercial Nova Arcada em Braga.

O Photo Ark é um projeto incrível da National Geographic com o fotógrafo norte-americano Joel Sartore e o nome é uma alusão à história da Arca de Noé.

Desde 2005, o profissional se dedica a retratar animais em cativeiro, como zoológicos, reservas naturais e santuários. Ou seja, lugares que têm como objetivo a preservação das espécies.

Boa parte destas está em risco grave de extinção. Inclusive, segundo Sartore, 10 delas já foram mesmo extintas após serem fotografadas.

Das 12 mil espécies estimadas vivendo em cativeiro, Joel já fotografou 11 mil. Em entrevista à NetGeo, quando perguntado pela diferença entre retratar pessoas e animais, o fotógrafo mostrou sua sensibilidade:

“Os animais não têm voz própria. Isto foi o que me inspirou a começar a fotografar animais, e é o que continua a dar-me alento neste projeto. O Projeto Photo Ark da National Geographic dá aos animais a hipótese de serem vistos e terem as suas histórias retratadas, enquanto ainda há tempo para os salvar.”

Joel Sartore no Jardim Zoológico de Lisboa (Foto: netgeo.pt)

Exposição fotográfica Photo Ark
• Data: Até 12 de janeiro de 2022
• Horário: Segundas às sextas-feiras, das 14h às 20h. Sábados, domingos e feriados, das 12h às 20h.
• Local: Centro Comercial Nova Arcada (Av. de Lamas 100, Braga)
• Valor: 5€, mas há desconto para estudantes, idosos, pessoas com mobilidade reduzida e famílias. Ingressos disponíveis no local ou para compra online em ticketart.pt

Bairrada é a sugestão de destino para fevereiro e março

No Cusquices da Malta #40, eu falei rapidamente sobre a Bairrada, uma região portuguesa que envolve as cidades de Águeda, Anadia, Aveiro, Cantanhede, Coimbra, Mealhada, Oliveira do Bairro e Vagos.

Aliás, quem não conhece, não sabe o que está perdendo! Por isso é uma boa dica para o que visitar em Portugal.

E é justamente na Bairrada que ficam a Curia e o Luso, duas aldeias conhecidas por suas águas medicinais. 

“As águas mineromedicinais das Termas da Curia são de natureza sulfatada cálcica e magnésica, e são indicadas pra tratamentos do aparelho Nefro-Urinário, Metabólico-Endócrinos e Reumáticos e Músculo-Esqueléticos.”
(Fonte: termasdacuria.com)

As piscinas de águas termais, normalmente, estão localizadas dentro de hotéis, mas algumas podem ser acessadas através de diárias específicas. De qualquer forma, sempre vale a pena conferir as promoções, que normalmente incluem massagens e outros tratamentos de spa.

A Associação das Termas de Portugal reuniu em um site todas as informações sobre as estâncias termais do país. É nele que você encontra mais detalhes sobre as Termas da Curia e as Termas do Luso, como onde encontrar, benefícios e o que mais pode fazer para aproveitar sua estadia. 

Termas da Curia (Foto: termascentro.pt)

Alô, unidos da folia!

É ainda na Bairrada que acontece o carnaval mais brasileiro de Portugal – mais especificamente na Mealhada. Por isso que, quem é fã dessa festa popular, já sabe o que visitar em Portugal no início de março.

O atual presidente da Associação do Carnaval da Bairrada (ACB), Alexandre Oliveira, já confirmou que não haverá os tradicionais desfiles, mas pequenas comemorações.

O que já está valendo para matar minha maior curiosidade: Como é passar o carnaval no inverno? Ouvi dizer que só muda mesmo a temperatura externa, pois os trajes e a animação parecem ser os mesmos. Será? Só participando para descobrir.

Carnaval da Mealhada, Coimbra (Foto: Associação do Carnaval da Bairrada)

A imperdível Feira da Foda acontece em abril

Depois de dois anos de seca, a Feira da Foda volta entre os dias 1º e 3 de abril de 2022. E esse evento tem que estar na sua lista do que visitar em Portugal.

Para quem não lembra, láaa no início da pandemia, quando a edição de 2020 foi cancelada, eu escrevi um texto aqui pro blog falando sobre a tal festa. E explicando que, embora em Portugal “foda” tenha o mesmo significado do que no Brasil, nesse caso, não é bem assim.

Preparo da Foda à Monção (Foto: feiradafoda.pt)

Foda à Monção é o nome popular do prato Cordeiro à Moda de Monção, uma vila portuguesa que fica no distrito de Viana do Castelo, norte do país, já na divisa com a Espanha.

Na festa em si, além do prato típico, acontecem shows folclóricos e feiras com artesanato local. A fama é tanta que o evento ganhou um episódio só pra ele no Cusquices da Malta.

Eu não estava aqui ainda em 2019, mas a brasileira Sabrina Silva, que mora no Porto e trabalha na DBServices Portugal, foi e contou a experiência.

Aproveite para conhecer o Alto Minho

Para além da festa, Monção está localizada em uma das regiões mais bonitas de Portugal, o Alto Minho, que possui lindos pontos turísticos, como:

  • Mosteiro de S. João d’Arga
  • Ribeira da Carcerelha
  • Paço da Glória
  • Castelo e espigueiros de Lindoso
  • Aldeia de Germil
  • Castelo de Sistelo
  • Igreja Matriz de Caminha
  • Museu do Brinquedo

E mais diversos patrimônios religiosos, espaços culturais, praias, sítios arqueológicos, entre outros. Muitas dicas minhotas estão bem organizadinhas no site Alto Minho – A menos de 60 minutos… tudo!

E a época também é boa, viu? Início da primavera, temperatura agradável… Solzinho, turismo e Foda à Monção. Precisa mais?

Aldeia de Ermelo, Arcos de Valdevez (Foto: altominho.pt)

Feira da Foda
• Data: 1º a 3 de março
• Horário: A confirmar
• Local: Pias de Monção (coordenadas 42°01’01.9″N 8°30’27.9″W)}
• Valor: A confirmar

Muita natureza no Gerês em maio

Já que falei do Alto Minho, um pouquinho mais ao sul e a oeste, está o Parque Nacional da Peneda-Gerês

Esta é a única área protegida em Portugal classificada como Parque Nacional. São quase 70 mil hectares, sendo que a parte mais alta fica a mais de 1.500m de altitude (já falei que se não tiver bondinho até lá em cima, não vou).

Bom, em tanto espaço é claro que tem muita coisa para fazer no Gerês:

  • Caminhadas
  • Canoagem
  • Paintball
  • Passeios de Jipe
  • Passeios a Cavalo
  • Rappel
  • Canyoning

Entre outras aventuras. 

Mas se a sua vibe é mais calminha, por lá também tem águas termais, além de alojamentos dos mais sofisticados aos mais rústicos. Bem como restaurantes para saborear os melhores pratos típicos da região.

No Gerês também se encontram as aldeias Pitões das Júnias e Tourém, com patrimônios arquitetônicos e culturais bem peculiares. Nelas é possível encontrar animais e vegetação únicos no país.

Esse é um dos motivos para optar por um passeio guiado quando visitar o Parque Nacional da Peneda-Gerês, já que os guias conhecem os melhores lugares para explorarmos, no bom sentido, a fauna e a flora que de lá.

O outro motivo, claro, é a segurança. Gente, são 70 mil hectares! Não sei vocês, mas por mais bem sinalizado que seja, não deve ser difícil se perder em uma área deste tamanho (ok, falo por mim).

Então, né? Não custa ser cauteloso para garantir que a experiência seja a melhor possível quando escolher o que visitar em Portugal.

Parque Nacional da Peneda-Gerês (Foto: Hotel São Bento)

Junho é mês de rock, bebê!

Junho chegou e com ele o calorzinho gostoso do verão. Mas a sugestão para esse mês não é bem portuguesa.

Depois de dois adiamentos, no dia 4 de junho, finalmente, deve acontecer o show do Guns’n’ Roses, no Passeio Marítimo de Algés, em Lisboa. Eu, como uma boa fã, não estou nem aí para os queixumes de que a voz do Axl não é mais a mesma e vou marcar presença.

Esse foi um dos primeiros shows daqui afetados pela covid-19. A data inicial era 20 de maio de 2020. Depois foi adiado pra 2 de junho de 2021. E, obviamente, estou na torcida para que não haja novas transferências.

Os ingressos de quem comprou em 2020 e 2021 estão valendo sem necessidade de troca. Mas, quem ainda não garantiu o seu e ficou interessado, ainda tem disponível para venda online.

Guns’n’Roses <3 (Foto: Divulgação)

Show Guns’n’Roses
• Data: 4 de junho de 2022
• Horário: 18h
• Local: Passeio Marítimo de Algés (R. Costa Pinto 168, Oeiras, Lisboa)
• Valor: 69€ (+ 5,09€ de taxa). Ingressos disponíveis em ticketline.pt

Minha recomendação é que a compra seja feita mesmo através da Ticketline, pois se houver novo adiamento, fica mais fácil requerer a devolução do dinheiro. Se for o seu caso, claro.

Inclusive, se isso realmente acontecer, existe um prazo para pedir o reembolso – foi o que aconteceu das outras vezes. Então, se a data mudar de novo e você não quiser ou puder ir, fique atento a esse detalhe. Normalmente, o contato é feito por e-mail pela própria Ticketline.

Descer o rio Mondego de caiaque em julho

Julho é os meus anos, como dizem por aqui. E a sugestão para este mês é justamente o que eu pretendo me dar de presente de aniversário.

Já ouvi dizer que descer o rio Mondego de caiaque é uma das atrações mais divertidas da região Centro. E parece mesmo ser.

Descida do Mondego de caiaque (Foto: Pioneiro do Mondego)

Um pouquinho de geografia: O rio Mondego é o quinto maior rio de Portugal, com quase 260km de extensão, e é o único que tem todo o seu curso dentro do país. Ele tem início na Serra da Estrela e fim no oceano Atlântico, mais precisamente em Figueira da Foz.

Mas é claro que o passeio de caiaque não percorre o rio todo. Tenha juízo! Nos programas turísticos, voltados para não profissionais, o percurso costuma ser de 18 a 25km, entre as cidades de Penacova e Coimbra.

E ao contrário do que possa parecer, é uma boa alternativa para toda a família, pois as águas do rio costumam ser mais calmas. Para quem não conhece, não é nada como rafting ou esportes mais radicais.

Existem diversas empresas que oferecem o passeio. Para mim, indicaram O Pioneiro do Mondego, que, como o nome diz, foi a primeira a realizar a prática. Mas isso não quer dizer que as outras não sejam boas.

Além da indicação, costumo levar em conta também as avaliações no TripAdvisor (meu segundo melhor amigo virtual depois do Waze e que me dá muitas dicas do que visitar em Portugal).

O Pioneiro do Mondego
• Data: Todos os dias*
• Horário: Saída de Coimbra às 9h45*
• Valor: Cerca de 25€ por pessoa, com desconto para jovens, estudantes e crianças. Ingressos disponíveis para compra online no site

*Os horários e valores podem variar conforme a empresa escolhida para o serviço.

O que visitar em Portugal em agosto se não a bela Ílhavo?

Eu sei que é tentador querer ir para alguma praia ao sul de Portugal em agosto. Mas pensa bem: está tudo lotado, os preços inflacionados, fila em restaurante, fila em supermercado… Não sei você, mas coisas assim acabam com meu bom humor, que já não é lá essas coisas.

Por isso, a sugestão para o mês de agosto é conhecer Ílhavo, no distrito de Aveiro. Claro que terá gente, não se iluda. Praia é praia, né? Mas o movimento é menor do que no Algarve, principalmente de turistas estrangeiros.

Ílhavo é bastante conhecida pelas casinhas listradas, também chamadas de Palheiros. Originalmente essas casas eram galpões, onde os pescadores guardavam acessórios para a pesca.

Com o tempo, seus descendentes adaptaram esses lugares a casas de veraneio. E, atualmente, elas estão entre os principais pontos turísticos da cidade. 

Os palheiros, uma das principais atrações turísticas de Ílhavo (Foto: visitilhavo.pt)

Outro bom motivo para visitar Ílhavo em agosto é o Festival de Marisco Ria a Gosto. A feira é montada em plena praia da Costa Nova, uma das mais conhecidas da região norte de Portugal, e oferece o que há de melhor em frutos do mar.

Imperdível, certo?

Culura e história no Museu Marítimo

Para finalizar, aproveite para conhecer o Museu Marítimo de Ílhavo. Fundado em 1937, o lugar conta com um rico acervo da história da pesca, incluindo a maior coleção de conchas do país.

Outra atração é o Navio-Museu Santo André. Sim, um navio pesqueiro de 1948 com 71m de comprimento e capacidade para armazenar 1200 toneladas de peixe.

A embarcação foi desativada em 1997 e transformada em atração turística. Imagina poder passear por dentro de um lugar desses e ver como era a rotina de quem vivia da pesca. Imagino que seja algo incrível!

No momento, o Navio-Museu está fechado para reformas. E, apesar de a administração não ter precisado uma data para a reabertura, acredito que até agosto já seja possível visitar.

Navio-Museu Santo André (Foto: visitilhavo.pt)

Museu Marítimo de Ílhavo
• Dias e horários: Terças-feiras à sábados, das 10h às 13h e das 14h às 18h. Domingos, das 14h às 18h
• Valor: 6€, com desconto para jovens, estudantes, idosos e famílias. Mais informações aqui.

Setembro no Algarve é uma boa pedida

Ok, em setembro ainda tem algum movimento no Algarve. Mas com as férias terminando e boa parte dos turistas indo embora, a aglomeração é menor.

Entre muitas vantagens, o Algarve é uma região enorme, com locais mais e menos movimentados. Então tudo bem se você quiser visitar os lugares mais conhecidos como Faro, Portimão, Tavira, Lagos e Albufeira.

Mas o grande encanto do Algarve está, justamente, nos recantos menos frequentados. Só de praias, há diversas opções:

  • Praia da Batata
  • Praia da Coelha
  • Praia da Barriga
  • Praia da Culatra
  • Praia da Fuseta
  • Praia da Falésia
  • Praia da Marinha

E essas são só algumas.

Por sorte, um lugar tão turístico como o Algarve possui um dos sites mais completos e informativos, tanto para quem vai turistar quanto para quem pretende morar na região.

Por isso, acesse visitalgarve.pt e conheça tudo o que esse pedacinho lindo de Portugal tem a oferecer.

Praia do Amado, Aljezur, Algarve (Foto: visitalgarve.pt)

A região do Douro é a sugestão para outubro

Final de setembro e início de outubro é época das vindimas, ou seja, a colheita e preparação da uva para produzir uma nova safra de vinho.

Em 2020, um dos poucos programas turísticos que fiz foi participar de uma vindima. A experiência foi ótima e contei tudo no episódio #17 do Cusquices da Malta.

Existe uma grande quantidade de vinícolas na região norte, por isso, além da vindima, a dica para o que visitar em Portugal é o Cruzeiro das 6 pontes no Douro. Apesar do nome, “cruzeiro”, o passeio dura cerca de 50 minutos em um barco típico conhecido como rabelo. 

Esse tipo de embarcação era usado para transportar o Vinho do Alto Douro até as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia, onde ficava armazenado para depois ser vendido. E é justamente o contorno desses municípios que o cruzeiro faz.

Assim como a Descida do Mondego, existem diversas empresas que fazem esse passeio. Então vale a mesma dica: procurar indicações ou avaliações no Tripadvisor.

Como não toma muito tempo, é possível combinar com outras atrações, o que pode inclusive deixar os valores mais em conta. É importante, no entanto, comprar os ingressos com antecedência, já que estes estão entre os passeios mais procurados da cidade. 

Cruzeiro das 6 Pontes do Douro (Foto: rotadodouro.pt)

Passeio em um trem quase centenário

Outro programa lindo nessa região é o Comboio Histórico do Douro, uma viagem de, aproximadamente, três horas em um trem de 1925 – todo restaurado, fique tranquilo 🙂

Mas atenção para uma dica valiosíssima que eu gostaria de ter recebido: compre os bilhetes com antecedência para garantir assentos do lado do rio. A vista de quem tá do outro lado do trem é muito prejudicada, mas muito mesmo. A ponto de eu achar injusto pagar o mesmo valor.

Ok! Se é a chance da vida, vale a pena ir mesmo assim. Mas já fica sabendo que o deslumbre não é o mesmo.

Comboio Histórico do Douro (Foto: Arquivo pessoal)

Cruzeiro das 6 pontes no Douro
• Dias: Todos os dias*
• Horário: A partir das 11h*
• Valor: A partir de 15€*. Ingressos disponíveis para compra online aqui.

*Os horários e valores podem variar conforme a empresa escolhida para o serviço.

Sugestões de passeios combinados:
Ônibus Hop-On Hop-Off + Cruzeiro + Tour Adega de Vinho
Cruzeiro + Almoço a bordo para dois

Comboio Histórico do Douro
• Data: Junho a outubro
• Horário: A confirmar
• Valor: 45€, com desconto para estudantes e grupos. Os bilhetes para 2022 ainda não estão disponíveis, mas poderão ser adquiridos diretamente na bilheteria dos Comboios de Portugal ou online em cp.pt.

Para novembro, um parque temático sobre os descobrimentos

Eu sou fã de parques temáticos e museus interativos. E é sobre isso que trata o World of Discoveries, que conta a história das explorações portuguesas.

Aqui vale um parênteses: O site Visit Portugal diz que o museu “reconstrói a fantástica odisseia dos navegadores portugueses, cruzando oceanos à descoberta de um mundo até então desconhecido”.

Bom, um mundo até então desconhecido para eles, portugueses. Os nativos da África, Ásia e América não só já conheciam como estavam muito bem, obrigado.

Então, sim, tudo indica que a história contada na atração seja ainda mais eurocêntrica do que a que estamos acostumados a aprender nas escolas brasileiras.

Fecha parênteses.

Tirando isso, o espaço promete muita diversão, com barcos, cenários, encenações… Tudo no clima dos “descobrimentos” portugueses.

Desconfio que seja mais voltado para o público infantil. Maaaas, a Disney também é e, se eu pudesse, morava no Castelo da Cinderela.

Então é uma opção do que visitar em Portugal mesmo para adultos, desde que tenham a mesma vibe que eu (risos).

Globo interativo (Foto: worldofdiscoveries.com)

World of Discoveries
• Dias e horários: Terças a sextas-feiras, das 10h às 18h. Sábados, domingos e feriadso, das 10h às 19h
• Local: Rua de Miragaia, 106, Porto
• Valor: 15€, com desconto para crianças, estudantes, idosos e escolas. Ingressos disponíveis no local ou na bilheteria online.

Acabe o ano no Presépio Vivo de Priscos

É bem verdade que a época natalina tem muito o que visitar em Portugal. Mas me arrisco a dizer que uma das atrações imperdíveis é o Presépio Vivo que acontece na vila de Priscos, distrito de Braga.

Esse é nada menos do que o maior presépio vivo da Europa, com 800 figurantes. Tudo acontece em um espaço de 30.000m² com 90 cenários diferentes.

Na verdade, é uma recriação da época do nascimento de Jesus, mostrando diversas profissões, construções e estilo de vida. Tudo em tamanho real – e os visitantes passeiam no meio de tudo isso.

Mas a origem e a história desse presépio são emocionantes e eu me apaixonei pelo projeto.

Tudo começou em 2006, quando cerca de 50 frequentadores da paróquia São Tiago de Priscos decidiram encenar algumas passagens bíblicas no pátio da casa paroquial.

A cada ano, a ideia foi ganhando mais adeptos até se transformar no que é hoje, 15 anos depois. Esses 800 “atores” são, na verdade, moradores da cidade e arredores que se entregam a seus papéis nessa época do ano.

Claro que isso não se faz de um dia para o outro. Então são meses de dedicação de toda a comunidade para contar essa história tão presente pra muitos de nós, mas tão desconhecida nos seus pormenores.

Como se tudo isso não bastasse, há seis anos, essa preparação passou a contar com o trabalho de reclusos do Estabelecimento Prisional de Braga, em um programa de inclusão social da prefeitura com a arquidiocese.

Eu fico toda arrepiada porque mais do que contar a história de Cristo, é viver como ele nos ensinou. E isso é maravilhoso!

Presépio Vivo de Priscos, Braga (Foto: presepiopriscos.com)

Presépio Vivo de Priscos
• Dias e horários: A confirmar*
• Local: Largo da Igreja, Priscos, Braga
• Valor: Gratuito, mas existe a possibilidade de pagar a Entrada Solidária no valor de 5€

*As datas de 2022-2023 ainda não foram divulgadas, mas ainda pode ser visitado nos dias 08/01/22, das 20h às 22h30, e 09/01/22, das 15h às 18h30.

Bom, essas foram as sugestões para o que visitar em Portugal em 2022

Gostou das dicas? Ficou com alguma dúvida?

Ou, melhor ainda, quer contar a sua experiência com esses ou outros passeios?

O espaço de comentários é todo seu! Vou adorar saber sua opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.